Letras Elétricas
Textões e ficções sem compromisso
by J. G. Gouvêa Atualizado em 24 de junho de 2021

Quase Perdido

Publicado em: 29/08/2010
Estou perdido e sem poesia
numa vida alheia que invadi.
Sinto-me intenso e estranho
e nada mais ruge dentro de mim.

Nas palavras não restam dilemas
e nem poeira de estrelas repousa
sobre sonhos que murcharam.

Logo estará deserto o dia
e eu dormirei uma paz sem hora.
Metade de minha própria história
corro em busca do metal mais raro.
A outra metade está sem graça
porque repousa para cada dia.

Sinto tenha sido assim.
Mas as palavras, ainda que isentas,
Serão sempre um falso amparo.

Resta-me ser teu e ser feliz.
Arquivado em: poesia
Assuntos: romanticos